Em um movimento que visa valorizar os servidores públicos, o governo estadual de vários estados decidiu transferir o feriado do Dia do Servidor para o dia 3 de novembro, um dia após o feriado nacional de Finados. Com isso, os servidores terão um feriadão de quatro dias, de 2 a 5 de novembro.

A decisão foi tomada por meio de decretos publicados pelos governos estaduais. No Rio Grande do Sul, por exemplo, o decreto nº 56.897, publicado no dia 19 de outubro, determina que o ponto facultativo será observado nas repartições públicas estaduais da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo.

Em São Paulo, o decreto nº 67.120, publicado no dia 20 de outubro, determina que o ponto facultativo será observado nas repartições públicas estaduais da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo, inclusive nas autarquias, fundações públicas e empresas públicas.

A decisão foi comemorada pelos servidores públicos. Para a Federação dos Trabalhadores em Saúde, Hospitais, Clínicas e Empregados em Estabelecimentos de Saúde no Estado do Rio Grande do Sul (Femsa/RS), o ponto facultativo é uma forma de valorizar os servidores públicos, que são essenciais para o funcionamento do Estado.

“O Dia do Servidor é um momento importante para valorizarmos o trabalho desses profissionais, que se dedicam ao serviço público todos os dias. O ponto facultativo é uma forma de reconhecer o seu esforço e dedicação”, afirmou o presidente da Femsa/RS, Luiz Carlos Silva.

Para o presidente do Sindicato dos Servidores do Estado de São Paulo (Sinespesp), Paulo Romeiro, o ponto facultativo é um reconhecimento do governo estadual ao trabalho dos servidores públicos.

“O ponto facultativo é uma forma de reconhecer o trabalho dos servidores públicos, que são essenciais para o funcionamento do Estado. É uma conquista importante para a categoria”, afirmou Romeiro.

O ponto facultativo no dia 3 de novembro será válido para todos os servidores públicos estaduais, incluindo os servidores da saúde, educação, segurança pública e outros órgãos. No entanto, alguns serviços essenciais, como os serviços de saúde e segurança, poderão funcionar normalmente.

A expectativa é que o feriadão de quatro dias seja uma oportunidade para os servidores públicos descansarem e aproveitarem o tempo livre com a família e os amigos.

Além do Rio Grande do Sul e São Paulo, outros estados também decidiram transferir o feriado do Dia do Servidor para o dia 3 de novembro. Entre eles estão a Paraíba, o Amazonas, o Paraná e o Rio de Janeiro.

A medida é uma forma de valorizar os servidores públicos e proporcionar um feriadão mais longo para a categoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *